( Maria Aparecida Andrade, Contadora, 85 anos )
Devido ao fortalecimento muscular e dos ossos, as aulas de Pilates impediram que ocorressem fraturas em duas quedas que sofri, além de ter melhorado minha postura. ( Maria Aparecida Andrade,

( Claudia )
Há três meses no Pilates Vanessa Molina, tenho percebido melhora no meu sono, diminuição do estresse, postura no caminhar, sentar e deitar.

( Maria Izabel de Paula, Supervisora Pedagógica da Faro, 64 anos )
Pratico Pilates desde 2007 e cada vez mais considero esse método essencial para a minha qualidade de vida. Consigo sentir, entre seus inúmeros benefícios, o alívio das dores provenientes da idade, o fortalecimento muscular, maior equilíbrio e aumento da flexibilidade. Além do mais, o ambiente agradável das aulas, através da interação prazerosa entre alunos e professora, contribui para o alívio do estresse e nos dá a certeza de que o nosso dia vai ser mais proveitoso.

( Milton Yokoyama, Engenheiro Civil, 55 anos )
Um ano de Pilates mudou minha forma de pensar exercícios físicos. Sinto meu corpo mais equilibrado no sentido de uma melhor postura, mais força e flexibilidade. A melhora da concentração, da disposição e a sensação de bem estar e relaxamento, também são conseqüências diretas desta prática. Estou muito contente e satisfeito. A idéia é não parar!

( Gentil Van, Professor, 81 anos )
Faço Pilates há 3 anos e sinto-me muito bem. Em uma emergência no Hospital, com diagnóstico de Pneumonia pude aplicar a respiração que exercitei nas aulas de Pilates, me proporcionando grande alívio, sem falar na melhora da força e equilíbrio.

( Eliana Valle, Fonaudióloga, 39 anos )
O Pilates me proporcionou a melhora da postura, equilíbrio, concentração e sobretudo uma melhor percepção do meu corpo e do que posso fazer com ele, eu nem imaginava que conseguiria! Obrigado Pilates!

( Geraldo Porto, Analista de Sistemas, 49 anos)
A vida da gente é uma coleção de momentos que devem ser aproveitados a cada segundo como uma benção. Cada momento desse, depois que passa, deixa apenas a sensação de ter sido vivido com maior ou menor prazer, ou mesmo prazer nenhum. Conforme a vida evolui, nossa capacidade individual de desfrutá-la diminui sensivelmente. Fazer pilates pra mim é alimentar uma fonte permanente de energia que me garante uma boa qualidade de vida, mais saudável, com mais disposição e mais fôlego para poder apreciar com segurança e prazer todos esses pedacinhos de dia a dia que, devagarinho, no final, comporão a grande aventura da minha própria existência. Enfim, pilates pra mim é uma questão de qualidade de vida. O que pode ser mais importante?

( Zilda Kurita, Empresária, 48 anos )
Pilates contribuiu muito em meu condicionamento, respiração, equilíbrio, força e até circulação… Melhorou até meu sono, antes não conseguia dormir por uma noite inteira!

(Sheila Medeiros, Médica, 35 anos )
Recebo comentários de que os meus ombros estão mais alinhados. Costumava também ter cólicas menstruais, que já não sinto mais. Estou feliz, de bem comigo e de bem com a vida. Avante com o Pilates!

( Marisa Nascimento, Contabilista, 46 anos )
Após cada aula que faço, me sinto mais relaxada e com muita tranqüilidade. O estúdio é muito organizado, limpo e arejado. Gostei muito de ter iniciado aqui.

( José Francisco Pacetti, Engenheiro, 47 anos )
Sempre pratiquei esportes e o Pilates me proporcionou mais fexibilidade, com diminuição de dores após a prática e melhora postural. Na parte emocional, os benefícios foram visíveis, melhorando a minha qualidade de vida.

(Eurico Freitas, Médico, 54 anos )
Há dois anos iniciei a prática do Pilates. Resolvi fazer para diminuir minhas lesões musculares do Futebol.Sem dúvida os benefícios são muitos, sumiram meus estiramentos. Além disso, esqueço minhas preocupações e saio revigorado das aulas. E não podia esquecer do profissionalismo da professora, ela é muito dedicada e muito amiga.

( Áurea Chad, Empresária, 60 anos )
Cheguei até o Pilates por indicação médica. Eu sofria de Fibromialgia e tomava muitos medicamentos. Seis meses após a prática do Pilates já não tomava mais nem um medicamento. Cinco anos se passaram e eu estou aqui porque eu me amo e amo a minha professora

( Ana Cristina, Bibliotecária, 41 anos )
O Pilates me ajudou a ficar mais calma e mais concentrada. Faço os exercícios com muito prazer. Percebi uma melhora muito grande na minha disposição física, tenho mais flexibilidade e menos dores no corpo. Adoro!

( Camila Grandberg, Estudante, 14 anos )
Pilates é um jeito bom e menos dolorido de fazer exercício, além de trabalhar postura, respiração e um maior número de músculos, o que a academia não faz.

( Claudio Kalil, Arquiteto, 52 anos )
Iniciei há 5 anos a praticar Pilates. Anteriormente sempre sentia um desconforto na região lombar e com a atividade isso praticamente desapareceu, além de melhorar muito o alongamento e a postura. Muito melhor praticar Pilates, do que tomar medicamento; faz bem para o corpo e para a mente.

( Rita de Cássia, Bibliotecária, 66 anos )
Cheguei aos sessenta anos sem entender a expressão “melhor idade”. Corpo rígido, dor, muita dor, limites… uma droga. Foi aí que ouvi falar de Pilates, um método de controle muscular, etc. etc. Achei que era mais um modismo. Sou contra modismos. Resisti. Resistência que não durou muito tempo, a dor venceu, ela sempre vence resistências. Cedi. Deu certo, aos poucos voltei a ter domínio do meu corpo, andar com segurança, até arrisco dizer, com elegância. E as dores… não sumiram, diminuíram consideravelmente. Legal! Aumentou meu prazo de validade! Mas como nada é perfeito, eis que uma dorzinha no ombro evoluiu para aquelas ites desagradáveis: bursite, tenossinovite. Braço imobilizado, fisioterapias várias, outra vez braço imobilizado… congelamento. Endureceu o braço direito, logo aquele que eu precisava para quase todas as atividades do meu dia a dia. Outra vez o Pilates e minha professora, que é muito competente, me ajudaram. Com exercícios adequados e bem dirigidos a recuperação foi total, e num prazo bem menor que o previsto. Uau!.. espero que depois dessa a professora fique mais boazinha, principalmente naqueles circuitos das últimas semanas de cada mês.

( Fabiano Coelho, Micro Empresário, 42 anos )
Aos 40 anos sentia-me um velho, hoje, aos 42 anos sinto-me 10 anos mais novo, com um ótimo preparo físico e, o mais importante, não sinto mais dores na coluna. E, contrariando ordem médica, hoje ando de moto, graças ao Pilates.

( Lúcia Riccomi, Médica, 48 anos )
Após indicar a prática do Pilates para muitos amigos e pacientes, também iniciei as aulas no intuito de melhorar a postura e, consequentemente, minimizar os sintomas relacionados a problemas de coluna e de joelhos. Com o trabalho de fortalecimento e alongamento, melhoraram minha disposição e os incômodos que sentia. Apesar de vir a aula meio “empurrada”, não me vejo mais sem o Pilates

( Ana Lúcia Pacetti, Advogada, 40 anos )
Na parte física, o Pilates me proporcionou o que eu mais queria: corpo firme sem aumento de volume muscular. Na parte emocional, ele me garante concentração e equilíbrio.





Rua Tenente Andrelino Cornetti, 177
Pedregulho - Guaratinguetá-SP
(12) 3125-1969